17 de Outubro de 2015 / às 15:16 / em 2 anos

Scioli não evitaria segundo turno argentino se eleições fossem hoje, diz pesquisa

BUENOS AIRES (Reuters) - O candidato da situação à presidência da Argentina, Daniel Scioli, não conseguiria evitar o segundo turno caso a eleição fosse hoje, apesar de a vitória no primeiro turno não estar tão distante, mostrou neste sábado uma pesquisa de opinião publicada pelo jornal Clarín. A eleição está marcada para o dia 25 de outubro.

A campanha da chapa formada por Scioli e Carlos Zannini tem 34,3 por cento das intenções de voto, seguida pelo atual prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri (com Gabriela Michetti como vice), da chapa Cambiemos, com 25,1 por cento. A sondagem foi realizada pelo instituto Management & Fit Opinión.

Mais atrás se encontra o deputado Sergio Massa, candidato da Frente Renovadora, com 17,1 por cento das intenções de voto.

Para evitar um difícil segundo turno, Scioli precisa alcançar pelo menos 40 por cento dos votos e uma diferença de 10 pontos percentuais sobre o segundo colocado, ou obter 45 por cento no total.

Contabilizando a projeção de eleitores indecisos, a intenção de voto para Scioli alcança 38,3 por cento, contra 29,2 por cento de Macri e 21 por cento de Massa.

Especialistas concordam que o resultado do segundo turno seria imprevisível. A pesquisa entrevistou 2.400 pessoas, e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Reportagem de Maximiliano Rizzi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below