21 de Novembro de 2015 / às 14:16 / em 2 anos

Obama visita refugiados na Malásia em meio a crise global imigratória

KUALA LUMPUR (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, visitou neste sábado um centro de refugiados na Malásia pedindo por mais compaixão em seu país para lidar com a crise global de imigrantes, ao mesmo tempo em que integrantes do Partido Republicano buscam bloquear a aceitação de refugiados sírios nos EUA.

Ao falar sobre as crianças que conheceu na Dignity for Children Foundation, em Kuala Lumpur, Obama disse que “essa não é apenas a face das crianças de Mianmar, é também a de crianças sírias e iraquianas”.

Muitas das crianças no centro eram muçulmanas Rohingyas, que fugiram da perseguição em Mianmar.

Em alusão aos críticos republicanos, que tentam parar o fluxo de refugiados da Síria para os Estados Unidos, Obama disse: ”A noção de que, de alguma forma, poderíamos temê-los, e que a nossa política guiaria nossos olhares para longe de sua situação, não representaria o melhor de nós”.

A visita do presidente Obama ao centro de refugiados ocorre uma semana após ataques de militantes do Estado Islâmico a Paris e renova o debate sobre seu plano de abrir as portas a mais de 10.000 refugiados sírios nos EUA durante o próximo ano.

Parlamentares norte-americanos pediram a Obama uma pausa ao programa ou a sua completa interrupção, citando preocupações de que ele poderia levar à infiltração de militantes capazes de realizar ataques semelhantes aos de Paris.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below