21 de Novembro de 2015 / às 15:01 / em 2 anos

Supostos militantes matam 10 pessoas em ataque suicida em Camarões

YAOUNDÉ (Reuters) - Um ataque suicida realizado supostamente por militantes nigerianos islâmicos pertencentes ao grupo Boko Haram matou ao menos 10 pessoas neste sábado ao longo da fronteira, na região do Extremo Norte de Camarões, de acordo com fontes de segurança.

Durante este ano, militantes do grupo Boko Haram realizaram diversos ataques em Camarões, Chade, Níger e Nigéria, transformando a região de fronteira, perto do Lago Chade, em uma zona de guerra, disse a agência de refugiados da ONU em outubro.

“Os números iniciais são de 10 mortos, incluindo os suicidas, e cerca de uma dúzia de feridos”, disse um comandante sênior do Exército camaronês sobre o ataque à aldeia de Nigue, no subúrbio da cidade de Fotokol.

O Boko Haram tem travado uma campanha de seis anos por um Estado islâmico no nordeste da Nigéria. Neste ano, os países vizinhos se juntaram em uma ofensiva contra o grupo e o conflito avançou suas fronteiras, deslocando dezenas de milhares de pessoas.

O Boko Haram usou a empobrecida região do Extremo Norte, em Camarões, para estocar suprimentos e recrutas até o ano passado, quando o governo local quebrou o esquema.

Camarões integra uma força regional com 8.700 homens contra os militantes liderada pela Nigéria, que deverá entrar em operação até o final deste ano. Os Estados Unidos participam com o envio de suprimentos militares e tropas.

Reportagem de Sylvain Andzongo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below