23 de Novembro de 2015 / às 10:00 / em 2 anos

Cameron quer participação britânica em ataques aéreos na Síria; base no Chipre é oferecida à França

PARIS (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse nesta segunda-feira em Paris que está convencido de que a Grã-Bretanha deve realizar ataques aéreos militares junto com a França e outros parceiros na Síria, em um esforço para derrotar o Estado Islâmico.

Primeiro-ministro britânico, David Cameron (esquerda), e presidente da França, François Hollande, durante encontro em Paris. 23/11/2015 REUTERS/Eric Gaillard

Em declarações feitas durante entrevista coletiva junto ao presidente francês, François Hollande, Cameron também disse que ofereceu à França o uso de uma base aérea britânica no Chipre, assim como assistência adicional de abastecimentos aéreos.

“Posteriormente, nesta semana, irei organizar no Parlamento nossa estratégia para atacar o Estado Islâmico”, disse Cameron.

“Apóio firmemente a ação que o presidente Hollande tomou para atacar o Estado Islâmico na Síria e estou firmemente convencido que a Grã-Bretanha também deveria”, disse, acrescentando que a decisão tem que ser feita pelo Parlamento.

Cameron espera evitar uma repetição de 2013, quando perdeu votos parlamentares sobre ataques aéreos contra forças do presidente sírio, Bashar Al-Assad.

O premiê também disse que iria aumentar os esforços para compartilhar informações de inteligência com a França e outros parceiros europeus.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below