4 de Fevereiro de 2016 / às 10:20 / em 2 anos

Drones matam 12 militantes no Iêmen, incluindo comandante da Al Qaeda, dizem moradores

ÁDEN (Reuters) - Dois supostos ataques de drones dos Estados Unidos mataram 12 militantes islâmicos na madrugada desta quinta-feira no sul do Iêmen, disseram moradores nesta quinta-feira, incluindo um alto comandante da Al Qaeda que pode ter sido o novo líder do Estado Islâmico no país.

Um ataque matou seis homens que viajavam em um carro na cidade de Al Rawda, na província de Shabwa, uma área desértica remota onde se acredita que combatentes da Al Qaeda operam. A província vem sendo alvejada por aeronaves não tripuladas este ano.

Outra ação atingiu militantes em seu carro na província costeira de Abyan e matou os seis ocupantes, entre eles Jalal Baleedi, poderoso comandante de campo suspeito de liderar ataques da Al Qaeda no Estado iemenita.

No momento em que os combates na nação se intensificam, em meio aos nove meses de guerra civil e à intervenção militar de países do Golfo Pérsico, acredita-se que recentemente Baleedi desertou da Al Qaeda na Península Arábica (AQAP, na sigla em inglês) e se tornou o chefe do braço iemenita do Estado Islâmico.

A Aqap tem tirado proveito da guerra que opõe milicianos da etnia houthi a forças leais ao presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi, que tem apoio dos sauditas, para capturar territórios e agir mais livremente.

O grupo assumiu a responsabilidade de atentados como o do semanário satírico francês Charlie Hebdo em janeiro de 2015.

Por Mohammed Mukhashaf e Mohammed Ghobari

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below