10 de Fevereiro de 2016 / às 16:43 / em 2 anos

Sanders corteja voto de negros após vitória incontestável sobre Hillary em New Hampshire

NOVA YORK (Reuters) - O pré-candidato presidencial democrata Bernie Sanders cortejou o voto dos negros norte-americanos nesta quarta-feira depois de derrotar com folga a ex-secretária de Estado Hillary Clinton na primária de New Hampshire do partido, resultado que injetou sangue novo em sua campanha anti-establishment.

Pré-candidato democrata à Presidência dos EUA Bernie Sanders (esquerda) encontra com o reverando Al Sharpton. 10/02/2016 REUTERS/Brendan McDermid

Sanders, que se diz um socialista democrático e é senador de Vermont, se encontrou com o ativista de direitos civis e reverendo Al Sharpton para um café da manhã em um restaurante do bairro de Harlem, na cidade de Nova York.

Foi uma tentativa de roubar um pouco do apoio maciço dos eleitores afro-norte-americanos a Hillary, que será crucial no próximo caucus democrata na Carolina do Sul em 27 de fevereiro.

Os dois homens se abraçaram ao se encontrarem diante do restaurante, e partiram em seguida sem falar com a imprensa.

Sanders conquistou uma vitória folgada na terça-feira graças a uma onda de votos de protesto contra políticos tradicionais. O bilionário nova-iorquino Donald Trump venceu a prévia republicana no mesmo Estado com uma vantagem ainda maior.

Os resultados comprovam a parcela significativa de eleitores frustrados com a situação econômica dos Estados Unidos e dispostos a chacoalhar Washington na eleição presidencial do dia 8 de novembro.

Os eleitores jovens de New Hampshire aprovaram as propostas populistas de Sanders para enquadrar os grandes bancos e obrigar o governo a conceder ensino superior gratuito, mas ele pode ter dificuldade de conquistar o apoio dos democratas fora dos Estados liberais do Nordeste.

Na terça-feira, Sanders disse que seu triunfo sobre a ex-primeira-dama Hillary mostrou que “temos enviado uma mensagem que irá ecoar de Wall Street a Washington, do Maine à Califórnia, e é a de que o governo de nosso grande país pertence a todas as pessoas, e não só a um punhado de contribuintes de campanha endinheirados”.

Hillary agora parece ferida. Ela tinha 38 por cento dos votos em Hampshire com 92 por cento das urnas apuradas, contra 60 por cento de seu rival.

Para Trump, New Hampshire mostrou que sua candidatura tem força e aguenta golpes como a derrota na prévia republicana de Iowa, em 1 de fevereiro, para o senador Ted Cruz, do Texas.

Sua vitória na terça-feira revelou que os especialistas estavam errados ao pensarem que ele se autodestruiria rapidamente por culpa de sua propensão a insultos e de seus planos vagos de governo.

Reportagem adicional de John Whitesides

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below