19 de Fevereiro de 2016 / às 16:32 / em 2 anos

Comentário do papa sobre Trump não foi ataque pessoal, diz porta-voz papal

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - A afirmação feita pelo papa Francisco sugerindo que o pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos Donald Trump “não é cristão” por causa de suas visões sobre imigração não foi um ataque pessoal a Trump, disse o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, nesta sexta-feira.

Lombardi disse à Rádio Vaticano que os comentários do papa, feitos a jornalistas durante o voo de volta do México para o Vaticano em resposta a uma pergunta específica sobre Trump, foram simplesmente uma afirmação de sua crença de longa data de que os imigrantes devem ser ajudados em vez de isolados atrás de muros.

“De forma alguma foi um ataque pessoal ou uma indicação sobre como votar”, disse Lombardi.

Trump, que lidera a disputa para ser o candidato do Partido do Republicano à Presidência dos EUA, classificou os comentários do papa de “vergonhosos” por questionar sua fé. Ele disse que se for eleito presidente, em novembro, construirá um muro ao longo da fronteira com o México para impedir a entrada ilegal de imigrantes.

Lombardi disse que o papa acredita que as pessoas “devem construir pontes, não muros”. Ele acrescentou: “Essa é a visão geral dele, que é bastante consistente com seguir de forma corajosa as indicações do evangelho sobre oferecer acolhimento e solidariedade”.

Reportagem de Crispian Balmer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below