21 de Março de 2016 / às 19:37 / em 2 anos

Ministro Fachin se declara suspeito para julgar habeas corpus pedido por Lula

Ministro Edson Fachin, do STF, durante sessão do tribunal em Brasília. 16/12/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino

(Reuters) - O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), se declarou “suspeito” para julgar o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a decisão do ministro Gilmar Mendes de devolver para a Justiça Federal do Paraná a investigação envolvendo Lula na operação Lava Jato, informou o STF nesta segunda-feira.

Fachin havia sido sorteado para relatar a ação, mas por ter relação com um dos advogados que apresentou o pedido de habeas corpus, se declarou suspeito, segundo a assessoria da corte.

O pedido volta agora a presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, que deverá redefinir quem irá julgar o caso.

Por Raquel Stenzel, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below