30 de Março de 2016 / às 12:48 / 2 anos atrás

Colômbia e guerrilha de esquerda ELN concordam em iniciar diálogo formal de paz, diz fonte

BOGOTÁ (Reuters) - A Colômbia vai anunciar o início de conversas de paz com o grupo rebelde de esquerda ELN, o segundo maior do país, disse uma fonte do governo à Reuters nesta quarta-feira, após a guerrilha soltar dois reféns em cumprimento a uma condição imposta pelo governo para o início das negociações.

Presidente colombiano, Juan Manuel Santos. 04/02/2016 REUTERS/Joshua Roberts

O governo e o Exército de Libertação Nacional (ELN) realizaram conversas preliminares de paz há dois anos, mas não iniciaram negociações formais. O grupo recentemente libertou duas reféns, condição imposta pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, para o início de conversas.

O anúncio acontece em meio a baixos índices de aprovação de Santos e após negociadores em conversas com as Farc, o maior grupo rebelde da Colômbia, falharem em chegar a um acordo final no prazo proposto.

Reportagem de Luis Jaime Acosta e Julia Symmes Cobb

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below