5 de Abril de 2016 / às 14:12 / em 2 anos

Coreia do Norte pode instalar ogiva nuclear em míssil de médio alcance, diz Seul

Líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, durante exercício miliar em local desconhecido, em foto divulgada pela agência oficial norte-americana KCNA em 25/03/2016. REUTERS/KCNA

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte é capaz de instalar uma ogiva nuclear em um míssil de médio alcance, disse uma autoridade sul-coreana nesta terça-feira em uma nova avaliação da capacidade militar de um país que realizou seu quarto teste nuclear no dia 6 de janeiro.

No mês passado, o líder norte-coreano, Kim Jong Un, disse que Pyongyang miniaturizou ogivas nucleares para montá-las em mísseis balísticos. Foi a primeira comunicação direta de uma afirmação feita com frequência na mídia estatal, mas jamais verificada de forma independente.

“Acreditamos que eles tiveram sucesso na miniaturização de uma ogiva nuclear para montá-la em um míssil Rodong”, afirmou o funcionário sul-coreano, que está a par da avaliação do programa nuclear do Norte feita por Seul, a um pequeno grupo de repórteres sob condição de anonimato.

O míssil Rodong pode disparar uma ogiva de uma tonelada a uma distância de até dois mil quilômetros, disse a autoridade, o que deixaria toda a Coreia do Sul, a maior parte do Japão e partes da Rússia e da China a seu alcance.

“Acreditamos que eles têm a capacidade de montar uma ogiva nuclear em um Rodong. Se eles irão dispará-lo assim é uma decisão política”, afirmou o funcionário.

Não há indícios claros de que a Coreia do Norte obteve sucesso na instalação de uma ogiva em um míssil deste tipo, disse a fonte sul-coreana, que não quis falar sobre o que justificou a mudança de avaliação.

Aliada fiel dos Estados Unidos, a Coreia do Sul tem atritos com seu vizinho do norte há décadas.

Park Geun-hye, presidente sul-coreana conservadora, reverteu uma política de tentativa de diálogo com Pyongyang e adotou uma linha dura contra a isolada nação comunista, especialmente desde a realização do quarto teste nuclear e lançamento de um foguete de longo alcance, que colocou um objeto em órbita, no mês seguinte.

O teste e o lançamento levaram o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) a impor novas sanções aos norte-coreanos.

A Coreia do Sul já havia dito que a Coreia do Norte obteve progressos em seus esforços para miniaturizar uma ogiva nuclear, mas que a tecnologia estava incompleta. O Ministério da Defesa sul-coreano informou nesta terça-feira que essa avaliação continua sendo a posição dos militares.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below