12 de Abril de 2016 / às 15:32 / em 2 anos

Piada de Hillary com prefeito de Nova York é vista como insulto a negros

NOVA YORK (Reuters) - Uma brincadeira da pré-candidata democrata à presidência dos Estados Unidos e Hillary Clinton e do prefeito de Nova York, Bill de Blasio, se transformou em uma gafe e desencadeou uma tempestade nas redes sociais, onde algumas pessoas a classificaram como falta de sensibilidade de ambos em relação aos afro-norte-americanos.

Os eleitores do Estado de Nova York irão às urnas no dia 19 de abril para votar nas primárias democratas. Embora Hillary tenha grande apoio do eleitorado negro, alguns apoiadores temem que seu adversário na corrida partidária, Bernie Sanders, tenha começado a ganhar terreno neste grupo.

No sábado, Hillary e De Blasio subiram ao palco do Inner Circle, um evento anual no qual políticos são alvo de piadas e que tradicionalmente termina com o prefeito de Nova York reagindo com contundência na forma de uma esquete ensaiada, muitas vezes com a ajuda de atores da Broadway.

Neste ano, Leslie Odom Jr., que é negro e interpreta Aaron Burr na bem-sucedida peça “Hamilton”, participou da brincadeira.

Na esquete, Hillary debochou de De Blasio por sua demora em declarar seu apoio a ela na disputa pela Casa Branca.

“Desculpe, Hillary, eu estava no horário C.P.,” disse Blasio, referindo-se à frase “colored people time” (horário das pessoas de cor), usada para indicar atrasos crônicos.

“Não gosto de piadas assim”, reagiu Odom.

Hillary então acrescentou: “‘Horário dos políticos cautelosos’. Já passei por isso”.

A piada logo despertou uma reação raivosa nas redes sociais, nas quais comentaristas criticaram Hillary e De Blasio por se mostrarem insensíveis aos negros. A esposa de De Blasio, Chirlane McCray, é afro-norte-americana.

“Em que tipo de mundo demente uma candidata a presidente dos Estados Unidos faz uma piada #CPTime em um evento ”inner circle“ de muita grana e as pessoas acham que está tudo bem... acordem”, escreveu Jenny Li no Twitter nesta terça-feira.

“Hillary Clinton fez o equivalente a chutar os negros no traseiro ao participar de uma piada #CPtime na primária de NY”, tuitou Anthony B.

De Blasio defendeu a piada em uma aparição no canal CNN na segunda-feira. “Está na cara que foi um evento ensaiado”, disse. “Acho que as pessoas não estão entendendo o xis da questão”.

Hillary não respondeu de imediato a um pedido de comentário da Reuters.

Por Barbara Goldberg e Joseph Ax

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below