23 de Abril de 2016 / às 14:07 / em um ano

Obama pede a jovens britânicos que não se isolem do mundo

LONDRES (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, implorou aos jovens britânicos para não se afastarem do mundo no sábado, um dia depois de alertar o país sobre os riscos da votação para deixar a União Europeia, em um referendo em junho.

“Nós vemos novas chamadas para o isolamento, para a xenofobia”, disse Obama aos jovens em um evento em Londres. “Quando falo com os jovens, eu imploro, e eu imploro a vocês, para rejeitar as chamadas para se afastarem.”

“Estou aqui para pedir-lhes para rejeitar a noção de que estamos envolvidos por forças que não podemos controlar. E eu quero que vocês tenham uma visão mais profunda e mais otimista da história”, disse ele.

Falando para mais de 500 jovens britânicos, Obama brincou sobre o passado colonial da Grã-Bretanha, dizendo que, apesar da chamada relação especial entre os dois países, os Estados Unidos já tiveram discussões com a Grã-Bretanha, mas em seguida, fizeram as pazes.

Obama respondeu a 10 perguntas, mas o referendo de 23 de junho na Grã-Bretanha sobre a sua adesão à UE não foi mencionado durante a sessão de perguntas e respostas que durou mais de uma hora.

Obama também disse que os planos para um acordo comercial entre os Estados Unidos e a UE tinham sido feitos contra “interesses paroquiais” de países individuais, para criar milhões de empregos e bilhões de dólares de benefícios em ambos os lados do Atlântico.

Reportagem de Roberta Rampton

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below