4 de Maio de 2016 / às 11:42 / em 2 anos

Com desistência de Cruz, Trump vai de azarão a provável candidato republicano

INDIANÁPOLIS, Indiana (Reuters) - O pré-candidato presidencial republicano Donald Trump foi de azarão a provável indicado do partido na terça-feira graças a uma vitória expressiva em Indiana, e a legenda começou a cerrar suas fileiras a partir do momento em que o principal rival do empresário, Ted Cruz, desistiu da corrida pela nomeação.

Pré-candidato presidencial republicano Donald Trump. 01/05/2016 REUTERS/Kamil Krzaczynski

O bilionário de Nova York, que jamais exerceu cargo público, vinha desafiando repetidamente os prognósticos dos especialistas, segundo os quais sua campanha iria implodir. Ele se impôs apesar dos comentários radicais que, ao longo do caminho, lhe renderam muitas críticas, mas que fortaleceram seu apelo contra o atual padrão político.

Agora o ex-apresentador de reality show pode se preparar para um confronto na eleição de 8 de novembro com a expectativa de enfrentar Hillary Clinton como sua adversária democrata, embora a marcha da ex-primeira-dama rumo à indicação do partido governista tenha sido freada pela vitória do concorrente Bernie Sanders no Estado de Indiana.

O desafio imediato de Trump é reduzir as profundas divisões do Partido Republicano, já que muitos veteranos da legenda estão horrorizados com seu estilo truculento, a maneira como ele trata as mulheres e propostas como as de erguer um muro na fronteira com o México e deportar 11 milhões de imigrantes ilegais.

“Temos que unir o partido se quisermos vencer em novembro”, disse Henry Barbour, líder do Comitê Nacional Republicano do Mississippi. “Donald Trump é o cara com as chaves do carro. É ele quem precisa nos unir. Agora é sua oportunidade. Os eleitores o escolheram”.

O próprio Trump pediu união em um discurso de comemoração no qual deixou de lado suas falas bombásticas e sua extravagância.

A vitória do magnata pôs fim à crença de que os republicanos iriam escolher seu candidato em uma convenção disputada quando seus líderes se reunirem em Cleveland entre os dias 18 e 21 de julho.

No comício da vitória realizado na Trump Tower de Nova York, Trump subiu ao palco com a esposa, Melania, e outros familiares ao som de “Start Me Up”, dos Rolling Stones.

Ele deve ter oficializada sua nomeação no dia 7 de junho, quando a Califórnia realiza suas primárias, embora o governador de Ohio, John Kasich, tenha prometido continuar na disputa como único desafiante de Trump.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below