5 de Maio de 2016 / às 14:42 / um ano atrás

Cardozo reitera no Senado que impeachment só avançou por desvio de poder de Cunha

BRASÍLIA (Reuters) - O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta quinta-feira em pronunciamento na comissão especial do impeachment no Senado que o pedido de impedimento da presidente Dilma Rousseff só avançou no Congresso por um “desvio de poder” do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, em Brasília. 15/07/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino

Para Cardozo, se alguém tinha dúvidas sobre desvio de poder de Cunha, não tem mais, referindo-se à decisão liminar desta quinta-feira do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender o mandato do deputado. O advogado-geral reiterou que não existe ato para configurar crime de responsabilidade de Dilma.

Reportagem de Maria Carolina Marcello

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below