15 de Maio de 2016 / às 12:17 / em um ano

Ataques do Estado Islâmico a fábrica de Bagdá deixam 11 mortos

BAGDÁ (Reuters) - Atentados reivindicados pelo Estado Islâmico contra uma fábrica de gás de cozinha estatal na periferia norte de Bagdá matou pelo menos 11 pessoas neste domingo, incluindo policiais, e feriu outras 21, disseram fontes policiais.

Um carro-bomba explodiu na entrada da instalação em Taji por volta das 6h, permitindo que outro veículo que transportava pelo menos seis agressores com coletes explosivos entrasse na fábrica, onde eles confrontaram forças de segurança, segundo as fontes.

Um porta-voz do Comando de Operações de Bagdá disse que três locais de armazenagem de gás da instalação foram incendiados em meio à violência, antes que as forças de segurança pudessem deixar a situação sob controle.

Um funcionário da fábrica que vive nas proximidades disse que, após ouvir uma forte explosão, viu chamas e fumaça preta vindo de dentro da fábrica.

Dezenas de policiais e veículos do Exército correram para o local, onde um tiroteio durou cerca de uma hora, afirmou.

Reportagem de Kareem Raheem e Ahmed Rasheed

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below