31 de Maio de 2016 / às 11:27 / em um ano

Fracassa tentativa de lançamento de míssil norte-coreano, diz Seul

Foto de arquivo da agência KCNA mostra líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, observando lançamento de um míssil durante exercício militar, em local desconhecido. Foto divulgada em 11/03/2016 REUTERS/KCNA

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte tentou disparar um míssil de sua costa leste nesta terça-feira, mas o lançamento parece ter fracassado, disseram autoridades sul-coreanas, o que seria mais uma falha em uma série de testes de mísseis balísticos sem sucesso do isolado país comunista.

A tentativa de lançamento ocorreu perto das 5h20 locais, afirmaram os funcionários, que pediram para não ser identificados e não entraram em detalhes.

A tensão na região está alta desde que a Coreia do Norte realizou seu quarto teste nuclear em janeiro e o seguiu com o lançamento de um satélite e testes de disparo de vários mísseis.

O Japão colocou seus militares em estado de alerta na segunda-feira devido ao possível disparo de um míssil balístico da Coreia do Norte.

“A Coreia do Norte não mostra sinais de ter abandonado o desenvolvimento de mísseis nucleares, e por isso continuaremos a trabalhar de perto com os Estados Unidos e a Coreia do Sul em resposta e para manter uma vigília atenta”, disse o ministro da Defesa japonês, Gen Nakatani, em um boletim à imprensa.

Pyongyang parece ter tentado lançar um míssil de alcance intermediário Musudan, de acordo com a agência de notícias sul-coreana Yonhap.

A Coreia do Norte tentou realizar três testes com o Musudan em abril, todos os quais falharam, disseram autoridades dos EUA e da Coreia do Sul.

A Yonhap citou uma fonte do governo sul-coreano segundo a qual o míssil provavelmente explodiu mais ou menos no momento em que foi disparado de um lançador móvel.

A China, única grande aliada de Pyongyang, pediu a cessação de toda e qualquer ação que possa exacerbar a tensão.

“A situação na península continua complexa e sensível”, afirmou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hua Chunying, em uma conversa com jornalistas quando indagada sobre o suposto lançamento fracassado. “Achamos que todos os lados deveriam evitar quaisquer ações que piorem as tensões”.

A China expressou revolta com os testes nucleares e de mísseis da Coreia do Norte e concordou com sanções duras da Organização das Nações Unidas (ONU) contra seu vizinho recluso em março. A mídia estatal norte-coreana não mencionou nenhum lançamento de míssil.

Reportagem adicional de Se Young Lee, em Seul, Tim Kelly, em Tóquio, e Ben Blanchard, em Pequim

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below