7 de Junho de 2016 / às 18:12 / em 2 anos

Com indicação garantida, Hillary busca apoio em últimas primárias estaduais

LOS ANGELES (Reuters) - Mesmo com a indicação presidencial democrata assegurada na prática, a campanha de Hillary Clinton continuou a incentivar seus apoiadores a votarem nas primárias estaduais desta terça-feira e colocar um ponto final na batalha com Bernie Sanders.

Hillary Clinton durante campanha em Los Angeles. 6/6/2016. REUTERS/Lucy Nicholson

Hillary conquistou delegados suficientes para garantir a nomeação de seu partido mesmo antes das votações desta terça-feira, segundo reportagens de veículos de mídia dos Estados Unidos na noite de segunda-feira. Mas seu gerente de campanha, Robby Mook, disse que ainda estão encorajando seus apoiadores e voluntários a “ficar no clima” durante as disputas em Montana, Dakota do Norte, Dakota do Sul, Nova Jersey, Novo México e Califórnia – onde ela ainda corre o risco de perder para Sanders.

Ex-senadora por Nova York e ex-secretária de Estado, Hillary seria a primeira mulher da história do país a se lançar como candidata presidencial de um grande partido político.

“Estamos prestes a fazer história, e iremos comemorar isso hoje à noite”, afirmou Mook à rede CNN. “Há muita gente que queremos fazer votar hoje. Não queremos enviar a mensagem de que alguns votos não importam.”

A Califórnia é a grande premiação desta terça-feira, por ser o último e o maior Estado a votar no que se tornou uma disputa de primárias surpreendentemente acirrada para escolher o candidato democrata da eleição geral de 8 de novembro.

Se Sanders, que até recentemente aparecia atrás nas pesquisas de intenção de voto na Califórnia, for o vencedor, esse resultado pode atrapalhar a capacidade de Hillary unir a legenda antes da convenção partidária de 25 a 28 de julho. Hillary está ansiosa para voltar as atenções totalmente para o embate contra o provável indicado republicano, Donald Trump.

“Mal podemos esperar por esta noite para marcar a chegada ao limiar da maioria dos delegados”, disse o porta-voz de Hillary, Brian Fallon, à CNN, em referência aos delegados conquistados nas primárias. “E a essa altura, Bernie Sanders estará fora da corrida.”

Também nesta terça-feira, Hillary recebeu o apoio de Nancy Pelosi, democrata da Califórnia e ex-presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, que esperou até o dia da votação estadual para declarar sua escolha.

O presidente norte-americano, Barack Obama, está ansioso para começar a fazer campanha, afirmou a Casa Branca, mas quis dar aos eleitores a oportunidade de ir às urnas antes de influir na corrida democrata.

Reportagem adicional de Ginger Gibson, Amanda Becker e Doina Chiacu em Washington, Jonathan Allen e Chris Kahn em Nova York e Joseph Ax em Nova Jersey

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below