19 de Junho de 2016 / às 14:37 / um ano atrás

Estação central de trem em Bruxelas é interditada por suspeita de atentado

BRUXELAS (Reuters) - A estação de trens central de Bruxelas foi interditada por aproximadamente uma hora neste domingo por causa de uma mala suspeita, em meio a temores de segurança na capital belga após uma grande operação antiterror levar três homens a serem acusados ​​de crimes de terrorismo.

A mala mais tarde foi diagnosticada como alarme falso, mas o incidente mostra o elevado estado de alerta da Bélgica com o torneio de futebol Eurocopa 2016, que acontece na vizinha França, três meses após bombardeios islâmicos matarem 32 pessoas em Bruxelas. Os investigadores dizem que os criminosos tinham ligações com militantes que realizaram ataques em Paris em novembro.

A polícia belga fez buscas em 40 casas e 152 depósitos entre sexta-feira e sábado, prendendo 12 pessoas depois de relatórios de possíveis ataques contra torcedores de futebol assistindo às partidas em Bruxelas. Nove pessoas foram liberadas após interrogatório.

Os três homens belgas acusados por “tentativa de cometer um assassinato terrorista e pela participação em atividades de um grupo terrorista” foram identificados pelo Ministério Público apenas como Samir C., de 27 anos, Moustapha B., de 40 anos, e Jawad B., de 29 anos.

A imprensa belga informou que eles tinham ligações com os homens que os promotores acreditam ter realizado os atentados de março em Bruxelas, os irmãos Ibrahim (‘Brahim’) e Khalid El Bakraoui e Najim Laachraoui.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below