14 de Agosto de 2016 / às 03:15 / em um ano

Neymar volta a marcar pela seleção, Brasil vence Colômbia e vai à semifinal da Rio 2016

SÃO PAULO (Reuters) - A seleção brasileira venceu a Colômbia por 2 x 0 na noite deste sábado em São Paulo com gols de Neymar, que voltou a marcar com a camisa do Brasil, e Luan, e enfrentará Honduras na próxima quarta-feira no Maracanã em busca de uma vaga na final do torneio olímpico de futebol da Rio 2016.

Neymar e Luan comemoram gol do Brasil contra Colômbia. 13/08/2016. REUTERS/Paulo Whitaker

Numa noite fria na Arena Corinthians, a seleção entrou em campo com a mesma escalação que goleou a Dinamarca na última partida da fase de grupos, e começou melhor que a Colômbia, marcando forte no meio-campo e criando chances na frente.

A postura da equipe deu resultado já aos 12 minutos, quando Neymar bateu falta frontal ao gol colombiano e contou com a ajuda da barreira que abriu para marcar, colocando a bola no canto direito de Cristian Bonilla.

O gol colocou fim a um jejum de quase um ano sem Neymar marcar com a camisa da seleção brasileira.

A primeira boa chance da Colômbia aconteceu somente aos 25 minutos, quando Palacios pegou rebote após Weverton socar a bola para fora da área, mas mandou por cima do gol brasileiro.

Dois minutos depois, Luan arriscou de fora da área, mas não acertou a meta defendida por Bonilla. Aos 35, Gabigol rolou para Renato Augusto arriscar de fora da área, mas o jogador do Beijing Guoan, da China, errou por muito.

Logo na sequência, Pabón teve chance de empatar, mas Rodrigo Caio foi rápido para desviar o disparo do colombiano para escanteio.

Aos 39 os jogadores titulares e reservas das duas seleções se desentenderam. Primeiro Neymar levou entrada dura de Lerma, que recebeu o cartão amarelo. No lance seguinte, o atacante do Brasil deu entrada dura em um adversário, levou amarelo, mas o lance deixou a partida paralisada por cerca de dois minutos até que se acalmassem os ânimos.

A partir daí, o jogo ficou mais pegado e, aos 45, Barrios foi advertido com cartão amarelo por entrada fora do lance em Neymar, que passou a sofrer seguidas faltas dos colombianos.

O técnico colombiano Carlos Restrepo fez duas substituições no intervalo, mas foi o Brasil que criou a primeira chance com um chute de Neymar espalmado por Bonilla.

As alterações de Restrepo, no entanto, deixaram os colombianos mais perigosos no início da etapa complementar e, aos cinco minutos, Borja, uma das trocas colombianas, bateu firme e Weverton teve de trabalhar para evitar o empate da Colômbia.

Três minutos depois, o árbitro turco Cuneyt Carkin deixou de marcar uma aparente mão na bola de Balanta dentro da área, provocando protestos dos torcedores na Arena Corinthians.

Na maior parte da segunda etapa, o jogo ficou morno, com raras exceções, como aos 20 minutos, quando a seleção cobrou falta pela direita, Rodrigo Caio cabeceou e obrigou Bonilla a fazer grande defesa.

A vitória e a classificação brasileira foram seladas aos 38 minutos, quando Luan bateu colocado da entrada da área e encobriu Bonilla, garantindo a vaga entre os quatro melhores da Olimpíada.

Com a vitória, o Brasil segue na busca pela inédita medalha de ouro olímpica e enfrentará na semifinal a seleção de Honduras, que neste sábado derrotou a Coreia do Sul por 1 x 0.

Na outra semifinal, a Alemanha, que goleou Portugal por 4 x 0, duelará com a Nigéria, que passou pela Dinamarca por 2 x 0, por uma vaga na disputa pela medalha de ouro.

Edição de Tatiana Ramil

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below