18 de Agosto de 2016 / às 10:42 / em um ano

Polícia da Turquia detém diversas pessoas em operações pós-golpe, diz agência

ISTAMBUL (Reuters) - A polícia da Turquia realizou operações em mais de 100 locais de Istambul na madrugada desta quinta-feira e prendeu várias pessoas em uma investigação sobre o golpe de Estado fracassado do mês passado, relatou a agência de notícias Dogan.

Policial turco na entrada do palácio presidencial, em Ancara. 05/08/2016 REUTERS/Umit Bektas

Policiais da unidade de crimes financeiros estavam conduzindo as ações contra simpatizantes de um movimento religioso liderado por Fethullah Gulen, clérigo muçulmano residente nos Estados Unidos que o governo diz ter sido o mentor da intervenção, noticiou a agência.

Na quarta-feira, o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, disse que 40.029 pessoas foram detidas desde a tentativa de golpe e que cerca de metade delas foi presa formalmente enquanto aguarda acusações.

Ele também disse que 4.262 empresas e instituições ligadas a Gulen foram fechadas. Em expurgos levados a cabo entre militares, policiais, servidores públicos e membros do Judiciário, 79.900 pessoas foram afastadas de suas funções públicas, afirmou ele em um discurso transmitido ao vivo pela televisão.

Uma facção dos militares tentou tomar o poder em 15 de julho, matando cerca de 240 pessoas, a maioria civis, e ferindo duas mil. Aproximadamente 100 pessoas que apoiavam o golpe também foram mortas, de acordo com estimativas oficiais.

Por Ayla Jean Yackley

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below