August 18, 2016 / 5:06 PM / 2 years ago

Dilma admite erros na política e economia e diz que vai se defender de acusações

Presidente afastada Dilma Rousseff lê carta à nação no Palácio da Alvorada, em Brasília 16/08/2016 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - A presidente afastada Dilma Rousseff reconheceu nesta quinta-feira erros nos campos político e econômico cometidos à frente da Presidência da República, e afirmou que irá se defender dos processos contra ela na Justiça e no Senado.

“Posso dar dois exemplos (de erros)”, disse Dilma em entrevista a agências internacionais, ao ser questionada a que erros se referia em carta divulgada na terça-feira. “O (erro) político é que visivelmente eu errei na escolha do meu vice-presidente... isso é óbvio.”

“E acho que todo o processo que fizemos de redução de imposto beneficiando o setor empresarial não resultou em ganhos para o conjunto da economia.”

Dilma aproveitou para voltar a criticar as gravações telefônicas entre ela e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que originaram o inquérito autorizado nesta semana pelo STF e afirmou que em “nenhum país de mundo” pode-se gravar um presidente da República sem autorização.

“Eu vou me defender”, disse sobre a investigação, afirmando que caso Lula ganhasse o status de ministro não deixaria de ser investigado, uma vez que estaria sujeito ao STF.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below