August 23, 2016 / 10:37 AM / 2 years ago

Nigéria diz ter matado comandantes do Boko Haram às vésperas da visita de Kerry ao país

SOKOTO, Nigéria (Reuters) - A Força Aérea da Nigéria disse ter matado vários combatentes de alto escalão do Boko Haram e possivelmente seu líder geral em um momento em que o secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, chega ao país para conversas sobre como lidar com os militantes.

Soldados nigerianos segurando bandeira do Boko Haram tomada após operação em Damasa. 18/03/2015 REUTERS/Emmanuel Braun/File Photo

Aviões do governo atacaram o grupo islâmico na floresta de Sambisa, no nordeste do país, região que é seu bastião, na noite de sexta-feira, informou a Força Aérea nesta terça-feira, dizendo que tinha acabado de confirmar os detalhes da operação.

“Acredita-se que seu líder, o chamado ‘Abubakar Shekau’, foi ferido fatalmente nos ombros”, acrescentou o comunicado do porta-voz dos militares, coronel Sani Kukasheka Usman, sem dar detalhes sobre a fonte das informações.

Os militares já informaram a morte de Shekau em outras ocasiões, apenas para depois um homem afirmando ser o líder aparecer, aparentemente ileso, fazendo declarações em vídeo. Não houve nenhuma reação imediata do grupo, que só se comunica com a mídia através de vídeos.

A Nigéria vem pressionando os EUA para que lhe venda aeronaves que lhe permitam enfrentar o Boko Haram, um grupo que emergiu em Borno, região do nordeste nigeriano, sete anos atrás e que se estima já ter matado 150 mil pessoas em sua luta para criar um Estado islâmico.

Por Lesley Wroughton

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below