30 de Agosto de 2016 / às 12:37 / em um ano

Guarda Costeira da Itália resgata 6.500 imigrantes no Mediterrâneo

ROMA (Reuters) - Cerca de 6.500 imigrantes foram salvos na costa da Líbia durante 40 missões separadas de resgate na segunda-feira, informou a Guarda Costeira da Itália pelo Twitter, o que representa um dos maiores influxos de refugiados em um só dia até agora neste ano.

Imigrantes em bote a caminho da Europa no mar Mediterrâneo. 29/09/2015 REUTERS/Ismail Zitouny

Os imigrantes lotavam dezenas de embarcações, muitas delas botes de borracha precários que se tornam perigosamente instáveis em alto mar. Acredita-se que a maioria era de africanos.

Segundo dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM) divulgados na sexta-feira, cerca de 105 mil imigrantes chegaram à Itália até o momento em 2016, muitos deles zarpando da Líbia. Estima-se que 2.726 homens, mulheres e crianças morreram no mesmo período tentando realizar a jornada.

Aproximadamente 1.100 imigrantes foram resgatados de barcos no Estreito da Sicília no domingo enquanto tentavam chegar à Europa, disse a Guarda Costeira. Mais refugiados devem partir nesta semana devido às condições climáticas favoráveis.

A Itália está na linha de frente da crise imigratória europeia há três anos, e mais de 400 mil pessoas realizaram com sucesso a viagem do norte da África para seu território desde o início de 2014, fugindo da violência e da pobreza.

Por Crispian Balmer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below