2 de Setembro de 2016 / às 14:32 / um ano atrás

Cães usam mesma parte do cérebro que os humanos para processar fala, diz estudo húngaro

BUDAPESTE (Reuters) - “Joia, muito bom”, diz o treinador de Maya, uma golden retriever húngara, que levanta a pata contente em reação ao elogio.

Cachorro durante exame em clínica neurológica em Budapeste. 090/02/2014 REUTERS/Bernadett Szabo

Maya trabalha com um grupo de pesquisadores da Hungria na Universidade Eotvos Lorand, em Budapeste, que vêm estudando os cérebros de 13 cães e descobriram que eles processam palavras e entonações para decifrar mensagens de maneira semelhante aos humanos.

O estudo mostrou que os cães, assim como as pessoas, usam o lado esquerdo do cérebro para processar palavras, e uma região do lado direito para processar entonações. Os elogios só ativam o centro de recompensa dos cães quando palavras e entonações combinam.

“Mostramos aos cães palavras elogiosas e não elogiosas, com entonações elogiosas e não elogiosas, e descobrimos que os cães, assim como os humanos, são capazes de processar separadamente informações sobre o sentido das palavras... no sinal da fala e nas informações entonacionais”, disse à Reuters o pesquisador-chefe, Attila Andics.

“E eles o fazem de uma forma semelhante àquela em que isso é feito no cérebro humano”, disse, acrescentando que a pesquisa foi única porque a maneira como os animais processam a fala humana não foi analisada dessa maneira em nenhum outro lugar.

No estudo, 13 cães de raças diferentes, como border collies, golden retrievers, um cão de crista chinês e um pastor alemão, foram treinados para ficar completamente imóveis por sete minutos durante uma ressonância magnética para que os pesquisadores pudessem medir sua atividade cerebral enquanto eles ouviam palavras de seus treinadores.

“Eles ficaram com fones de ouvido e ouviram elogios em entonações elogiosas, como ‘joia’, ‘muito bom’, ‘bom menino’”, explicou Andics.

Os cães ouviram elogios em entonações elogiosas, elogios em entonações neutras e ainda conjunções neutras, sem significado para eles, em entonações elogiosas e neutras.

“O centro de recompensa nos cérebros dos cães se tornou ativo com elogios em entonações elogiosas, mas não em nenhuma das outras três combinações”, afirmou Andics.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below