19 de Setembro de 2016 / às 23:22 / em um ano

Ataques aéreos atingem comboio de ajuda; Síria diz que trégua está terminada

Homens trabalham na limpeza e armazenamento de trigo na cidade síria de Ras al-Ain. 16/9/2016. REUTERS/Rodi Said

BEIRUTE (Reuters) - Um comboio de ajuda foi atacado na província de Aleppo, informou a Organização das Nações Unidas nesta segunda-feira, enquanto que os militares sírios declararam que o cessar-fogo de uma semana estava terminado.

O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, um grupo de monitoramento, afirmou que os ataques foram realizados por aviões sírios ou russos, acrescentando que ocorreram 35 ataques em Aleppo e nos seus arredores desde o fim da trégua.

Elhadj As Sy, secretário-geral da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, disse a uma reunião das Nações Unidas que 14 voluntários do Crescente Vermelho Sírio foram mortos.

Pelo menos 18 dos 31 caminhões de um comboio da ONU e do Crescente Vermelho Sírio foram atingidos junto com um depósito da organização síria, disse o porta-voz da ONU Stephane Dujarric. O comboio estava entregando ajuda para 78 mil pessoas na cidade de difícil acesso de Urm al-Kubra, afirmou o porta-voz.

”A nossa revolta com esse ataque é enorme”, declarou Staffan de Mistura, enviado das Nações Unidas à Síria, num comunicado distribuído por e-mail pela sua porta-voz. “O comboio foi o resultado de um longo processo de autorizações e preparativos para ajudar a civis isolados.”

Os desdobramentos parecem sinalizar que o mais recente esforço para interromper a guerra civil de cinco anos e meio na Síria estava prestes a ruir.

O Exército sírio disse que a trégua de sete dias terminou, e acusou “grupos terroristas”, termo que o governo usa para todos os insurgentes, de explorarem a calma para se rearmarem e de terem violado o cessar-fogo 300 vezes, prometendo “continuar a cumprir seus deveres nacionais combatendo o terrorismo para trazer de volta a segurança e a estabilidade”.

Um morador disse à Reuters pelo telefone que os caminhões foram atingidos por cinco ataques de mísseis quando estacionados num centro do Crescente Vermelho Sírio em Urm al-Kubra, cidade perto de Aleppo. O chefe do centro e vários outros sofreram ferimentos graves.

Moscou dá apoio ao presidente da Síria, Bashar al-Assad, com sua força aérea. Os militares sírios não puderam ser imediatamente contatados para comentar o ocorrido.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below