23 de Setembro de 2016 / às 12:42 / em um ano

Nova ofensiva da Síria provoca piores ataques aéreos em Aleppo até o presente

BEIRUTE (Reuters) - Aviões de guerra realizaram nesta sexta-feira alguns dos ataques aéreos mais intensos contra áreas de Aleppo dominadas por rebeldes depois que o Exército da Síria, com apoio da Rússia, anunciou uma ofensiva para recapturar totalmente a maior cidade do país, anulando qualquer esperança de ressuscitar um cessar-fogo.

Membros da Defesa Civil resgatam crianças após ataque aéreo na cidade síria de Aleppo. REUTERS/Sultan Kitaz

Moradores disseram que as ruas ficaram desertas enquanto as 250 mil pessoas ainda presas no setor da sitiada Aleppo dominado pela oposição buscavam refúgio dos jatos.

Os rebeldes e o grupo de monitoramento Observatório Sírio dos Direitos Humanos descreveram incursões de jatos sofisticados que, segundo eles, devem pertencer aos russos. Os moradores também falaram sobre ataques de helicópteros que usaram bombas feitas com barris de petróleo, uma tática geralmente atribuída ao Exército sírio.

    “Você está ouvindo? A vizinhança está sendo atingida agora mesmo por mísseis. Dá para ouvir os aviões agora mesmo”, disse Mohammad Abu Rajab, um radiologista, à Reuters. “Os aviões não vão embora do céu, helicópteros, bombas-barril, aviões de guerra.”

    O bombardeio intenso não deixou dúvida de que o governo da Síria e seus aliados russos rejeitaram um apelo do secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, para deixar seus aviões no solo para uma retomada da trégua, que durou uma semana antes de desmoronar na segunda-feira.

    Um comandante rebelde disse que as explosões foram as mais violentas que a cidade já testemunhou.

    “Acordei com um terremoto poderoso, embora estivesse em um local bem distante de onde o míssil caiu”, contou ele em uma gravação de voz enviada à Reuters. Seu grupo tem “mártires sob os escombros” em três localidades.

    Em um anúncio feito no final da noite de quinta-feira, os militares sírios comunicaram “o início de suas operações nos bairros do leste de Aleppo”, e alertaram as pessoas a manter distância dos “quartéis-generais e posições das gangues armadas terroristas”.

    O comunicado não deu detalhes sobre o que a operação pode acarretar --o leste de Aleppo já havia sido alvo de ataques aéreos intensos na quinta-feira. Uma fonte próxima de Damasco disse à Reuters nesta sexta-feira que uma grande operação terrestre ainda está para começar.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below