29 de Setembro de 2016 / às 12:32 / em um ano

China volta a expressar repúdio a sistema antimíssil dos EUA na Coreia do Sul

Porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Yang Yujun, durante evento em Pequim. 16/04/2013 REUTERS/China Daily

PEQUIM (Reuters) - A China “fala sério” quando diz que irá cogitar contramedidas em reação ao plano de envio de um sistema antimíssil avançado dos Estados Unidos à Coreia do Sul, informou seu Ministério da Defesa nesta quinta-feira.

A China, vizinha e única grande aliada da Coreia do Norte, expressou várias vezes sua revolta com os EUA e a Coreia do Sul por sua decisão de instalar o sistema norte-americano Defesa Aérea Terminal de Alta Altitude (Thaad, na sigla em inglês) no Sul em contraposição à ameaça dos programas de mísseis e nuclear dos norte-coreanos.

    O Ministério da Defesa sul-coreano disse que irá anunciar um novo local para o sistema na sexta-feira devido à rejeição dos moradores do local escolhido inicialmente.

O porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Yang Yujun, disse que a oposição da China ao Thaad ficou clara.

     “Prestaremos muita atenção aos desdobramentos relevantes, e estudaremos adotar as ações necessárias para proteger a segurança nacional estratégica e o equilíbrio estratégico regional”, disse Yang em um informe mensal à imprensa.

     “O que precisa ser enfatizado é que o povo chinês fala sério”, acrescentou, sem dar detalhes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below