1 de Outubro de 2016 / às 13:49 / em um ano

Furacão Matthew segue rumo a Jamaica e Cuba com leve perda de intensidade

KINGSTON, Jamaica (Reuters) - O furacão Matthew ficou levemente mais fraco neste sábado, conforme avança em direção à Jamaica e a Cuba, mas com os ventos atingindo 250 quilômetros por hora meteorologistas disseram que a tempestade ainda é poderosa o suficiente para destruir casas, enquanto moradores das ilhas se preparam para sua chegada.

Furacão mais forte no Oceano Atlântico desde o Felix, em 2007, o Matthew pode chegar a terra firme na segunda-feira com uma grande tempestade na costa sul da Jamaica, onde fica a capital do país, Kingston, e sua única refinaria de petróleo. Ele também pode afetar destinos turísticos, como a Baía de Montego, ao norte.

Com o Matthew a cerca de 675 quilômetros a sudeste de Kingston, o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês) rebaixou sua classificação para categoria 4, da mais alta categoria 5 na escala Saffir-Simpson de intensidade de furacões, mas as autoridades jamaicanas disseram que estão tomando todas precauções possíveis.

“O governo está em máximo alerta”, disse Robert Morgan, diretor de comunicações do escritório do primeiro-ministro.

“Esperamos que o furacão não nos atinja, mas se atingir, estamos tentando nosso melhor para garantir que estejamos bem posicionados”, disse ele.

Policiais, tropas e órgãos de prevenção a desastres estão de prontidão e abrigos estão sendo abertos em toda a ilha, disse Morgan.

O centro da tempestade irá se afastar da Península de Guajira no início do sábado, cruzar o centro do Mar do Caribe e se aproximar da Jamaica no final do domingo, disse o NHC.

Na sexta-feira, apesar do tempo ensolarado e apenas algumas nuvens, muitos moradores de Kingston estocavam água e alimentos.

A Jamaica foi fortemente atingida pelo furacão Gilbert, em 1988, e o último grande furacão na região foi o Sandy, em 2012.

O Matthew pode ser a tempestade mais poderosa a cruzar a ilha desde de o início dos registros, disse o meteorologista Eric Holthaus no Twitter.

Por Rebekah Kebede

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below