20 de Outubro de 2016 / às 17:52 / em um ano

MPF denuncia de 26 pessoas no caso Samarco, sendo 21 por homicídio qualificado

Em foto de arquivo, distrito de Bento Rodrigues é visto coberto de lama após rompimento de barragem da Samarco em Mariana 06/11/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça nesta quinta-feira 26 pessoas físicas e jurídicas, sendo 21 por homicídio qualificado com dolo eventual, em virtude do rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Samarco, em novembro do ano passado.

Considerado o maior desastre ambiental da história do Brasil, o rompimento da barragem deixou 19 mortos, centenas de desabrigados e poluiu o rio Doce, que percorre diversas cidades até atingir o litoral capixaba.

Por Marta Nogueira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below