25 de Outubro de 2016 / às 15:22 / em um ano

Capitão do tri no México, Carlos Alberto Torres morre aos 72 anos

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-capitão da seleção brasileira de futebol Carlos Alberto Torres morreu aos 72 anos no Rio de Janeiro, nesta terça-feira, após sofrer um infarto.

Carlos Alberto Torres com a taça da Copa do Mundo em evento no Rio de Janeiro. 21/11/2010 REUTERS/Bruno Domingos

Carlos Alberto iniciou a carreira no Fluminense e jogou também no Santos, Botafogo, Flamengo e até no Cosmos, de Nova York.

Capitão do Brasil na lendária conquista do tricampeonato mundial no México, colecionou diversos títulos ao longo da carreira.

“É com profundo pesar que o Botafogo lamenta a morte do ídolo Carlos Alberto Torres”, afirmou o clube em nota, uma das primeiras a ser divulgada após a informação da morte do ex-jogador. “Capita, como conhecido carinhosamente, marcou o seu nome na história do clube.”

Carlos Alberto teve passagens também como treinador pelo Flamengo, Botafogo e Fluminense, entre outros. Seu último trabalho como técnico foi na seleção do Azerbaijão. Atualmente trabalhava como comentarista esportivo na emissora SporTV.

Reportagem de Caio Saad e Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below