17 de Maio de 2017 / às 13:43 / em 5 meses

Macron mistura tendências políticas na formação de ministério francês

PARIS (Reuters) - O novo presidente da França, Emmanuel Macron, de centro, anunciou nesta quarta-feira os integrantes do primeiro escalão do governo, misturando uma variedade de tendências políticas para os principais cargos como parte de sua promessa de criar uma ponte entre a divisão direita-esquerda.

Presidente da França, Emmanuel Macron, durante coletiva de imprensa em Berlim, na Alemanha. 15/05/2017 REUTERS/Fabrizio Bensch

Já tendo escolhido o conservador Édouard Philippe, membro do partido conservador Os Republicanos, como primeiro-ministro no início dessa semana, Macron nomeou Bruno Le Maire, um político de direita pró-Europa, também do partido Os Republicanos, como seu ministro da Economia.

Para o cargo de ministro do Interior, o novo presidente escolheu Gérard Collomb, o atual prefeito de Lyon, que foi um dos primeiros socialistas a apoiar publicamente Macron.

Jean-Yves Le Drian, que era ministro da Defesa do governo socialista e amigo próximo do ex-presidente François Hollande, foi nomeado ministro de Relações Exteriores e ministro para a Europa.

Sylvie Goulard, uma parlamentar de centro da União Europeia, foi nomeada ministra da Defesa.

Reportagem de Andrew Callus

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below