18 de Maio de 2017 / às 17:55 / em 5 meses

STF decide abrir inquérito contra Temer, diz fonte

BRASÍLIA (Reuters) - O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer em consequência da denúncia de que Temer teria dado aval ao empresário Joesley Batista para manter pagamentos ao ex-deputado Eduardo Cunha em troca de silêncio sobre denúncias contra o governo, informou uma fonte.

Presidente Michel Temer no Palácio do Jaburu. 18/05/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

Reportagem do jornal O Globo na quarta-feira, confirmada à Reuters por três fontes, revelou que Joesley, um dos donos do frigorífico JBS, gravou conversa com Temer na qual o presidente daria aval para a compra do silêncio de Cunha.

Na conversa, Temer também indica, segundo o jornal, o empresário e deputado Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F, holding que controla a JBS.

Em nota após a divulgação da denúncia, Temer negou que tenha pedido o pagamento para conseguir o silêncio de Cunha ou tenha autorizado qualquer movimento nesse sentido.

“O presidente jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar”, disse a assessoria de imprensa da Presidência.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below