13 de Agosto de 2017 / às 15:26 / em 2 meses

Casa Branca diz que crítica de Trump a protestos na Virgínia incluía "supremacistas brancos"

WASHINGTON (Reuters) - A Casa Branca disse neste domingo que o presidente Donald Trump estava condenando todas as formas de “violência, intolerância e ódio” quando falou sobre os confrontos em Charlottesville, incluindo “supremacistas brancos, Ku Klux Klan, neo-nazistas e todos os grupos extremistas”, após críticas por não ter nomeado esses grupos especificamente.

“O presidente disse de maneira muito forte em sua declaração no sábado que ele condena todas as formas de violência, intolerância e ódio, e claro que isso inclui os supremacistas brancos, a KKK, neo-Nazi e todos os grupos extremistas”, disse o porta-voz da Casa Branca.

“Ele pediu união nacional e que todos os americanos estejam unidos.”

Reportagem de Ginger Gibson

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below