15 de Agosto de 2017 / às 12:28 / em 4 meses

Taylor Swift se compromete a ajudar vítimas de agressão sexual após vitória em julgamento

DENVER (Reuters) - A cantora Taylor Swift ganhou uma ação na Justiça contra um radialista do Colorado na segunda-feira, depois que o júri decidiu que o ex-apresentador agrediu a estrela pop apalpando sua nádega e lhe concedeu o simbólico 1 dólar em danos que ela havia pedido.

Cantora Taylor Swift em evento em Beverly Hills, na Califórnia 28/02/2016 REUTERS/Danny Moloshok

Taylor chorou e abraçou sua mãe enquanto o veredicto era lido na Corte Distrital de Denver e disse um enfático “obrigada” aos membros do júri.

O júri composto por seis mulheres e dois homens, que deliberou em menos de quatro horas após o julgamento de uma semana, também rejeitou as alegações do radialista David Mueller de que membros da equipe de Taylor --sua mãe e um intermediário com estações de rádio-- o fizeram ser demitido de seu “emprego dos sonhos” como um apresentador através de acusações falsas.

“Eu reconheço o privilégio do qual eu me beneficio na vida, na sociedade e na minha habilidade de arcar com o enorme custo de me defender em um julgamento como esse”, disse a cantora de 27 anos, em comunicado divulgado imediatamente após a leitura do veredicto.

“Minha esperança é ajudar aqueles cujas vozes também deveriam ser ouvidas”, disse Taylor, acrescentando que fará doações para organizações que ajudam vítimas de agressão sexual a se defenderem.

Mueller, de 55 anos, não reagiu enquanto os veredictos eram lidos.

O radialista havia iniciado o processo após ser demitido de seu emprego, depois que a acusação de agressão foi relatada à estação de rádio. Em sua ação judicial, ele chamou as acusações de falsas e processou Taylor, sua mãe, Andrea, e o intermediário com estações de rádio Frank Bell por sua demissão.

Durante os argumentos finais do caso, o advogado de Mueller, Gabriel McFarland, disse que seu cliente é um respeitado veterano da indústria, que jamais teria arriscado seu salário de 150 mil dólares por ano apertando as nádegas de uma grande celebridade.

Entretanto, Taylor foi firme em seu depoimento, dizendo que não havia dúvidas em sua mente de que Mueller intencionalmente colocou a mão debaixo de sua saia para agarrar sua nádega.

O advogado da cantora, Douglas Baldridge, disse em seus argumentos finais que Taylor só estava pedindo 1 dólar em danos porque não tinha nenhuma intenção de falir Mueller, mas sim de enviar uma mensagem.

“Isso significa ‘não quer dizer não’ e diz a toda mulher que elas decidirão o que será tolerado com seu corpo”, disse Baldridge, sobre o princípio que Taylor estava tentando defender.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below