19 de Agosto de 2017 / às 20:02 / 2 meses atrás

Grupo Clealco refinancia perto de R$ 1 bilhão em dívidas

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo brasileiro Clealco Açúcar e Álcool SA chegou a um acordo com bancos na noite de sexta-feira para refinanciar quase 1 bilhão de reais em dívidas, disseram três pessoas com conhecimento da operação. Um executivo confirmou o acordo.

Com o acordo de refinanciamento, as dívidas de curto prazo agora representam 5 por cento, enquanto antes das negociações representavam 75 por cento, disseram as fontes.

Itaú Unibanco Holding SA, Banco do Brasil SA, Banco Votorantim SA, Banco Santander Brasil SA, Banco Bradesco, Banco ABC Brasil SA e a unidade brasileira do Rabobank UA estenderam a maturidade para até sete anos e concordaram com um período de carência de até dois anos.

A maior parte das dívidas da companhia têm maturidade de 2022 a 2024 e a Clealco estará isenta de pagar juros e o principal por um a dois anos, dependendo do credor.

O diretor da Clealco Gabriel Carvalho disse que os novos termos darão à companhia estrutura mais forte de capital.

Os bancos não responderam os pedidos de comentários neste sábado. A empresa de aconselhamento financeiro Pantalica Parner trabalhou com a Clealco na reestruturação, disse Carvalho.

Desde 2010, muitas companhias de sucroalcooleiras brasileiras têm pedido de recuperação judicial ou fecharam as portas. Anos de preços artificialmente baixos da gasolina no Brasil espremeram as margens de lucro e um longo período dos preços do açúcar machucaram suas finanças.

A Clealco é dona de três usinas de açúcar no principal cinturão de cana de São Paulo, com capacidade de processar 10 milhões de toneladas de cana por colheita. Sua usina Queiroz, construída em 2006, é uma das maiores instalações de produção de açúcar do país.

“A reestruturação vai ajustar a estrutura de capital da companhia e trazer a geração de caixa a níveis apropriados”, disse Carvalho.

“Os bancos concordaram a refinanciar porque eles viram o potencial de recuperação”, adicionou Carvalho.

Reportagem adicional de Guillermo Parra-Bernal

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below