6 de Setembro de 2017 / às 23:36 / um mês atrás

Furacão Irma atinge ilhas do Caribe e Flórida se prepara

SAN JUAN, Porto Rico (Reuters) - O furacão Irma, uma das tempestades mais poderosas no Atlântico em um século, passou por Porto Rico nesta quarta-feira depois de atingir várias ilhas menores do Caribe com ventos de arrancar telhado e chuvas fortes em seu caminho para a Flórida.

Ventos e chuva são observados em Luquillo, Porto Rico, devido ao furacão Irma 6/9/2017 REUTERS/Alvin Baez

Pelo menos quatro pessoas morreram em quatro ilhas diferentes por causa do Irma, que os meteorologistas descreveram como uma tempestade de categoria 5 “potencialmente catastrófica”, a maior classificação dos EUA para furacões.

A nação de Antígua e Barbuda foi especialmente atingida. A ilha mais setentrional, Barbuda, que abriga cerca de 1.700 pessoas, foi “totalmente demolida”, com 90 por cento de todas as habitações afetadas, disse o primeiro-ministro Gaston Browne, de acordo com as transmissões de televisão na ilha.

Browne afirmou que uma pessoa foi morta em Barbuda. Uma segunda fatalidade relacionada à tempestade, a de um surfista, foi relatada em Barbados e o governo francês disse que pelo menos duas pessoas morreram nos territórios das ilhas do Caribe de São Martinho e São Bartolomeu.

O Irma, com ventos máximos sustentados de 300 km/h, estava no caminho para chegar à Flórida no sábado ou domingo, tornando-se o segundo grande furacão a atingir território dos EUA em duas semanas. O furacão Harvey matou cerca de 60 pessoas e causou até 180 bilhões de dólares em danos após atingir o Texas no final do mês passado.

Dois outros furacões se formaram na quarta-feira. Katia no Golfo do México não representava uma ameaça aos Estados Unidos, de acordo com os analistas norte-americanos. Mas o furacão José, no Atlântico, cerca de 1.600 km a leste das Pequenas Antilhas, pode eventualmente ameaçar o continente dos EUA.

Autoridades de gestão de emergências da Flórida começaram as retiradas de pessoas dias antes da chegada do Irma, ordenando que todos deixassem Florida Keys, um arquipélago turístico na ponta sul do Estado, a partir desta quarta-feira.

Em Cuba, a apenas 145 km de Keys, as autoridades lançaram um alerta de furacão para as regiões central e leste da ilha.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below