8 de Setembro de 2017 / às 20:55 / um mês atrás

Janot denuncia Sarney, Renan, Jucá e mais 4 do PMDB do Senado por organização criminosa por prejuízo de R$5,5 bi

Os senadores do PMDB Renan Calheiros e Romero Jucá conversam durante reunião da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) 20/06/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o ex-presidente e ex-senador José Sarney e cinco senadores do PMDB por integrarem uma organização criminosa por terem cometido uma série de crimes contra a administração pública.

Janot acusou formalmente, além de Sarney, o ex-presidente do Senado Renan Calheiros (AL), o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), Edison Lobão (MA), Jader Barbalho (PA) e Valdir Raupp (RO). Também foi denunciado o ex-senador e ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, indicado ao cargo por Renan.

Eles são acusados de terem recebido 864 milhões de reais indevidamente e terem gerado um prejuízo de 5,5 bilhões de reais aos cofres da Petrobras e de 113 milhões de reais aos da Transpetro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below