11 de Setembro de 2017 / às 21:05 / em 3 meses

Justiça suspende parcialmente efeitos de acordo de leniência da J&F

BRASÍLIA (Reuters) - Após a prisão temporária neste fim de semana dos executivos Joesley Batista e Ricardo Saud, a Justiça Federal do Distrito Federal suspendeu os efeitos de parte do acordo de leniência da J&F, holding que controla a JBS, afirmou um dos advogados do grupo, Igor Tamasaukas, à Reuters.

A decisão, segundo o advogado, refere-se aos aspectos criminais da leniência. O defensor disse que a suspensão parcial do acordo permitirá a funcionários do grupo que queiram revelar crimes que o façam.

Ele disse ainda que está mantido os aspectos de improbidade do acordo --o grupo não pode ser alvo de ações de improbidade na leniência que foi homologada na sexta-feira pela Justiça Federak do DF.

O defensor disse que a decisão é válida até uma manifestação final do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o processo de revisão dos acordos de delação premiada firmados pelos executivos da J&F.

O advogado disse que ainda vai aguardar o desenrolar dos fatos para tomar uma providência sobre o caso.

A íntegra da decisão ainda não foi disponibilizada pela Justiça.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below