15 de Setembro de 2017 / às 14:08 / em um mês

Joesley é transferido a SP para audiência de custódia; Saud vai para Papuda

(Reuters) - O empresário Joesley Batista foi transferido nesta sexta-feira pela Polícia Federal da Superintendência da PF em Brasília para São Paulo, onde será ouvido em audiência de custódia relativa a mandado de prisão preventiva no âmbito da investigação sobre uso de informação privilegiada no mercado financeiro, informou a PF.

Joesley Batista deixa sede da Polícia Federal em Brasília, Brasil 11/9/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

Joesley se entregou à PF no fim de semana após ser expedido mandado de prisão temporária pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin depois de áudios apontarem que o empresário omitiu crimes aos procuradores no acordo de delação premiada fechado ao lado de outros executivos da holding J&F.

Mesmo já detido, Joesley foi alvo de um novo mandado de prisão na quarta-feira expedido pela Justiça Federal de São Paulo como parte da investigação sobre o uso de informação privilegiada, em uma ação que resultou também na prisão de seu irmão Wesley Batista, presidente da JBS.

A transferência de Joesley nesta sexta-feira corresponde a esta ação, uma vez que a 6ª Vara Federal de São Paulo marcou uma audiência de custódia no âmbito da operação Tendão de Aquiles.

Procurada pela Reuters, a defesa de Joesley não estava disponível de imediato para comentar a transferência.

Além da transferência de Joesley para SP, a PF irá ainda transferir o também delator da J&F Ricardo Saud da Superintendência em Brasília para o Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, nesta sexta-feira. Saud foi detido junto com Joesley também por ordem de Fachin no fim de semana.

A Polícia Federal informou ainda que o mesmo avião da transferência de Joesley se encaminhará a Curitiba para levar o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha a Brasília, onde o ex-deputado será encaminhado para oitiva em procedimentos que tramitam na capital federal. Cunha atualmente cumpre pena de prisão no Paraná.

Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below