20 de Setembro de 2017 / às 18:21 / em um mês

Fachin vota para que denúncia contra Temer siga diretamente para Câmara

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin votou favoravelmente para que a denúncia apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contra o presidente Michel Temer siga diretamente para a Câmara dos Deputados, em julgamento sobre pedido da defesa do presidente para suspender a denúncia.

Ministro Edson Fachin chega em sessão do STF em Brasília, Brasil 12/9/2017 REUTERS/Adriano Machado

Fachin, relator da ação, foi o primeiro ministro a declarar seu voto logo após o reinício do julgamento. O ministro disse que compete à Câmara deliberar primeiro sobre a autorização da denúncia, conforme previsto na Constituição.

“A Câmara dos Deputados realiza um juízo predominantemente político”, disse. “O juízo político deve preceder à análise do Supremo Tribunal Federal”, completou.

A defesa de Temer pediu que a denúncia não fosse enviada à Câmara até ser concluída uma revisão em curso sobre a delação dos executivos da J&F. Parte da colaboração de Joesley Batista e Ricardo Saud integra a denúncia feita pelo ex-procurador e está sendo contestada por omissão de informações.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below