March 6, 2018 / 1:52 PM / in 8 months

Coreia do Norte diz estar disposta a conversar com EUA e frear programa nuclear durante negociações

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte está disposta a conversar com os Estados Unidos a respeito da desnuclearização e suspenderá os testes nucleares durante as negociações, disse a Coreia do Sul nesta terça-feira, depois que uma delegação sul-coreana voltou de uma viagem a Pyongyang em que se encontrou com o líder norte-coreano, Kim Jong Un.

Líder norte-coreano, Kim Jong Un, inspeciona artilharia antes de exercício militar 25/04/2017 KCNA/via REUTERS

As duas Coreias, tecnicamente ainda em guerra, mas vivendo um momento de distensão desde a Olimpíada de Inverno realizada em território sul-coreano no mês passado, também realizarão sua primeira cúpula em mais de uma década em abril no vilarejo de fronteira de Panmunjom, disse o chefe da delegação, Chung Eui-yong, em entrevista coletiva.

“A Coreia do Norte deixou clara sua disposição para desnuclearizar a península coreana e o fato de que não existe razão para ter um programa nuclear se as ameaças militares contra o Norte forem resolvidas e seu regime estiver seguro”, afirmou.

Ainda segundo ele, Pyongyang disse que não realizará testes nucleares ou de mísseis enquanto conversas com os EUA estiverem transcorrendo — o regime não faz nenhum teste do tipo desde novembro.

Washington e Pyongyang estão em atrito há meses devido aos programas nuclear e de mísseis norte-coreanos, e o presidente dos EUA, Donald Trump, e Kim Jong Un trocaram insultos e ameaças de guerra. A Coreia do Norte promete constantemente jamais abdicar de seu programa nuclear, que vê como um elemento de dissuasão essencial contra planos norte-americanos de invasão.        

Os EUA, que têm 28.500 soldados na Coreia do Sul, um legado da Guerra da Coreia, nega tais planos.

Nesta terça-feira, Trump disse que vai “esperar para ver o que acontece” nas relação com a Coreia do Norte.

Para garantir uma comunicação eficiente, as duas Coreias, cujo conflito de 1950-53 terminou em uma trégua, não um tratado de paz, vão criar uma linha exclusiva entre o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e Kim Jong Un, disse Chung.

A última cúpula intercoreana ocorreu em 2007.

O acordo veio na esteira de uma visita à Pyongyang realizada por uma delegação sul-coreana de 10 integrantes liderada por Chung na segunda-feira na esperança de incentivar a Coreia do Norte e os EUA a conversarem.

Kim Jong Un se encontrou com autoridades de alto escalão da Coreia do Sul pela primeira vez, e disse ser “sua vontade firme estimular vigorosamente” os laços intercoreanos e buscar a reunificação, segundo a agência de notícias oficial da Coreia do Norte.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below