March 15, 2018 / 12:45 PM / 3 months ago

Sírios deixam reduto rebelde de Ghouta Oriental mediante aproximação do Exército

BEIRUTE/DAMASCO (Reuters) - Centenas de sírios fugiram de uma cidade de Ghouta Oriental controlada por rebeldes nesta quinta-feira e cruzaram a pé para posições controladas pelo governo enquanto o Exército seguia rumo ao último grande bastião rebelde perto de Damasco, disse uma testemunha da Reuters.

Crianças olham através de janela de ônibus enquanto deixam cidade de Douma, em Ghouta Oriental, na Síria 13/03/2018 REUTERS/Bassam Khabieh

Homens, mulheres e crianças com cobertores, sacolas e malas caminharam ao longo de uma estrada de terra na direção de posições governamentais nos arredores da cidade de Hammouriyeh, como mostraram imagens da Al-Mayadeen, uma rede de televisão pró-governo.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos disse que mais de 3 mil pessoas deixaram Hammouriyeh rumo a posições comandadas por forças do governo, que dividiram Ghouta Oriental em três bolsões diferentes.

Foi a primeira vez que um grupo grande de pessoas fugiu do enclave desde que o Exército iniciou uma ofensiva para recapturá-lo no mês passado, disse o diretor do Observatório, Rami Abdulrahmab.

No início desta semana centenas de feridos e doentes foram retirados de Ghouta Oriental.

O que era a maior porção de território da oposição síria perto da capital Damasco foi separado em três bolsões cercados por uma ofensiva governamental que começou quase um mês atrás.

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) disse que 25 caminhões de ajuda humanitária entraram no bolsão norte, controlado pela facção rebelde Jaish al-Islam, e que seguiam para a cidade de Douma.

Iolanda Jaquemet, porta-voz do CICV, disse que o comboio, que entrou pela passagem de Al-Wafideen, contém alimento suficiente para 26.100 pessoas durante um mês, entre outros itens.

O comboio levou 5.220 pacotes de comida do CICV e 5.220 sacos de farinha do Programa Mundial de Alimentos da Organização das Nações Unidas (ONU), segundo a porta-voz. Um pacote alimenta uma família de cinco pessoas durante um mês.

O Observatório disse que dezenas de ataques aéreos e disparos de artilharia realizados de madrugada atingiram o bolsão sul de Ghouta Oriental.

Moscou e Damasco dizem que suas forças só visam militantes e que almejam interromper os ataques de morteiros de insurgentes que mataram dezenas de pessoas na capital. Eles acusam os rebeldes de usarem civis como escudos humanos, o que os combatentes negam.

Por Lisa Barrington e Ellen Francis, em Beirute; Kinda Mekieh e Firas Makdesi, em Damasco; e Stephanie Nebehay, em Genebra

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below