April 3, 2018 / 11:45 AM / 8 months ago

Assessor de candidato de oposição à Presidência da Venezuela é agredido; campanha culpa governo

Teodoro Campos, chefe de segurança do candidato de oposição à Presidência da Venezuela, Henri Falcón, recebe ajuda após sofrer lesão em Caracas 02/04/2018 REUTERS/Rayner Pena

CARACAS (Reuters) - O chefe de segurança do candidato de oposição à Presidência da Venezuela, Henri Falcón, foi atacado durante um evento de campanha e está sendo tratado por conta de uma “grave” lesão na cabeça, disse a equipe do candidato na segunda-feira, culpando o governo do presidente Nicolás Maduro pelo incidente.

Teodoro Campos, também parlamentar, foi agredido nas redondezas de Catia por simpatizantes do governo enquanto tentava impedí-los de roubar equipamentos cinematográficos de jornalistas, segundo Falcón.

Imagens compartilhadas em redes sociais mostram Campos, com sangue escorrendo pela cabeça, sendo carregado para um hospital.

“Provavelmente isso foi feito com um soco-inglês”, disse Falcón em coletiva de imprensa.

Ele disse que o governo do presidente Nicolás Maduro, que enfrenta ampla insatisfação com a hiperinflação e escassez de alimentos que abalam o país, está recorrendo a violência para intimidar seus adversários.

“Nós precisamos colocar um fim a essas circunstâncias violentas, nas quais o governo, ao invés de solucionar os verdadeiros problemas dos venezuelanos, busca silenciá-los utilizando seus grupos armados”, disse Falcón, pedindo que Maduro “controle” seus seguidores violentos.

Reportagem de Alexandra Ulmer e Deisy Buitrago

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below