May 28, 2018 / 11:47 AM / 4 months ago

Confiança de serviços no Brasil recua em maio pelo terceiro mês consecutivo, diz FGV

SÃO PAULO (Reuters) - As expectativas do empresariado se deterioraram e a confiança de serviços no Brasil recuou pelo terceiro mês seguido em maio, mostrou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

Funcionário trabalha em restaurante em Porto Alegre 18/06/2014 REUTERS/Marko Djurica

Após queda de 2,4 ponto, o Índice de Confiança de Serviços (ICS) atingiu em maio 88,8 pontos.

“Os indicadores de maio sinalizam, sobretudo, um movimento de ajuste nas expectativas empresariais. A frustração com a moderação no ritmo de atividade corrente e a influência do cenário de incerteza que marca o processo eleitoral vêm resultando numa contínua calibragem nas expectativas do setor”, explicou em nota o consultor da FGV Silvio Sales.

“Novamente, é a leitura das empresas sobre os negócios nos próximos seis meses o aspecto que mais pressiona a queda na curva de confiança. Esses resultados reforçam a perspectiva de continuidade da trajetória de tímida recuperação do setor.”

O resultado reflete principalmente o recuo de 3,9 ponto do Índice de Expectativas (IE-S), pressionado pela queda na tendência de negócios. Enquanto o Índice da Situação Atual (ISA-S) perdeu 0,6 por cento, por conta da queda no indicador de situação atual dos negócios.

Nesta segunda-feira, a FGV divulgou também que a confiança da indústria subiu 0,1 ponto, em um ambiente no país marcado pelas incertezas políticas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below