August 30, 2018 / 10:17 PM / 2 months ago

Informante diz que presidente da Federação Peruana de Futebol subornou juiz da Suprema Corte, indica documento

Edwin Oviedo após cerimônia em Lima 05/01/2015 REUTERS/Enrique Castro-Mendivil

LIMA (Reuters) - Um informante em uma investigação do Judiciário do Peru declarou que o representante mais alto da Fifa no país subornou um juiz em troca de sua ajuda para conseguir exclusão de uma investigação de assassinato, de acordo com um comunicado para procuradores visto pela Reuters.

As acusações contra Edwin Oviedo podem renovar pedidos para sua renúncia como presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF) ou para sua suspensão pela Fifa. A FPF representa a Fifa, que passou anos tentando remodelar sua imagem após uma série de escândalos de corrupção.

Oviedo assumiu o comando da FPF no começo de 2015 e dentro de meses começou a ser investigado por ter supostamente ordenado os assassinatos de seus adversários na Tuman, uma companhia de açúcar envolvida em disputas trabalhistas após ele ter o negócio em 2006.

No documento visto pela Reuters, com data de 3 de agosto, um informante declara que Oviedo assegurou em 2016 uma decisão da Suprema Corte que o blindava de investigação por assassinato ao solicitar a ajuda de Cesar Hinostroza, um dos cinco juízes da Suprema Corte que assinaram a decisão.

Oviedo, de 47 anos, tem repetidamente negado envolvimento nos assassinatos na Tuman, chamando sua inclusão na investigação de violação do devido processo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below