September 16, 2018 / 6:50 PM / 3 months ago

China pode rejeitar novas negociações comerciais se mais tarifas forem impostas

WASHINGTON (Reuters) - O governo chinês pode se recusar a participar de negociações comerciais com os Estados Unidos neste mês se o governo Trump avançar com tarifas adicionais sobre produtos chineses importados, informou o Wall Street Journal no domingo, citando autoridades da China.

Os EUA propuseram as negociações, mas, ao mesmo tempo, avançaram com o planejamento de tarifas adicionais sobre cerca de 200 bilhões de dólares em produtos chineses, informou o jornal.

De acordo com a reportagem, um funcionário chinês de alto escalão disse que o país não vai negociar “com uma arma apontada para a cabeça”.

Outras autoridades que aconselham os líderes do país estão sugerindo que a China imponha limites à venda de peças e suprimentos necessários às empresas dos EUA, usando “restrições à exportação” para ameaçar suas cadeias de fornecimento.

Novas negociações comerciais foram propostas pelo secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, para começar por volta de 20 de setembro.

Reportagem de Howard Schneider

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below