October 14, 2018 / 3:42 PM / a month ago

Ex-ministro pede que gabinete do Reino Unido faça May mudar de ideia sobre o Brexit

LONDRES (Reuters) - Críticos dos planos de Theresa May para deixar a União Europeia aumentaram a pressão sobre a primeira-ministra britânica neste domingo, com um ex-ministro dizendo que seu gabinete deveria exercer sua autoridade para forçá-la a mudar de ideia.

Faltando menos de seis meses até o dia do Brexit e com May indo à Bruxelas para uma cúpula na quarta-feira, ambos os lados estão negociando ativamente para tentar chegar a um acordo sobre os termos do divórcio do Reino Unido e da União Europeia.

O ministro do Brexit, Dominic Raab, deverá encontrar o chefe das negociações da União Europeia, Michel Barnier, em Bruxelas, mais tarde neste domingo, após seu departamento ter dito que “houve um acordo conjunto sobre a necessidade de uma conversa cara a cara” sobre “importantes questões pendentes”.

Um grande problema é um “anteparo” para evitar uma fronteira mais rígida com a Irlanda, que é membro da União Europeia, um arranjo que fortaleceu a oposição aos planos de May após seus parceiros da Irlanda do Norte terem acusado o bloco de tentar anexar a província.

O ex-ministro do Brexit, David Davis, que se demitiu do cargo em julho, criticou o governo por aceitar “a linguagem da UE para lidar com a fronteira da Irlanda do Norte” e disse que agora cabe aos ministros sêniores usarem sua influência.

“Esta é uma das decisões mais importantes que o governo tomou nos tempos modernos. Está na hora de os membros do gabinete exercerem sua autoridade coletiva,” escreveu Davis, que fez campanha para que o Reino Unido deixasse a União Europeia no referendo de 2016, em um artigo no Sunday Times.

Até agora, May demonstrou pouco interesse em mudar sua estratégia para deixar a União Europeia, pressionando em favor de seu plano e tentando persuadir os parlamentares de seu Partido Conservador e do Partido Trabalhista, de oposição, a votarem a favor de qualquer acordo baseado nele no parlamento.

Os planos de May propõem que o Reino Unido permaneça em uma zona de comércio livre com a UE em relação a produtos manufaturados e agrícolas.

FAZENDO LOBBY

A pressão de todos os lados do debate do Brexit aumentou nas últimas semanas, uma vez que Londres e Bruxelas se aproximam de um acordo sobre um esboço do tratado de retirada para cobrir os termos do divórcio, um período de transição e uma solução para a Irlanda do Norte.

Impedir o retorno de qualquer fronteira mais rígida entre a província britânica e a Irlanda se tornou um dos maiores obstáculos para tal acordo, com os partidiários do Brexit temendo que um “anteparo” sem previsão de duração mantenha o Reino Unido dentro de uma união alfandegária com o bloco indefinidamente.

May insiste que qualquer acordo alfandegário como parte do anteparo seja temporário, mas a UE tem recusado marcar um prazo de término.

Mesmo que May chegue a um acordo com Bruxelas sobre um acordo de retirada, ela enfrentará uma batalha para fazer com que qualquer acordo passe pelo parlamento e pode até mesmo enfrentar a oposição de seus parceiros da Irlanda do Norte em outras matérias legislativas, como o orçamento.

(Por Elizabeth Piper)

Raquel Stenzel

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below