October 17, 2018 / 9:05 PM / a month ago

Onyx diz que campanha de Bolsonaro não se deixará levar por pesquisas eleitorais

Deputado Onyx Lorenzoni durante entrevista à Reuters em Brasília 16/10/2018 REUTERS/Adriano Machado

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), indicado para ser ministro da Casa Civil, caso o líder nas pesquisas Jair Bolsonaro (PSL) vença o segundo turno da eleição presidencial no dia 28 de outubro, disse que a campanha do ex-capitão do Exército não se deixará levar pelos resultados de pesquisas que mostram ampla vantagem dele sobre o petista Fernando Haddad.

Segundo Onyx, desde antes do primeiro turno havia uma desconfiança da campanha do PSL com o resultado das pesquisas de intenção de voto, e não vai ser agora, quando os levantamentos mostram vantagem sobre Haddad no segundo turno, que eles irão enaltecer os números das sondagens.

Pesquisa Ibope divulgada na segunda-feira mostrou Bolsonaro com 59 por cento dos votos válidos, contra 41 por cento de Haddad.

“Não ganhamos nada e trabalhamos em toda campanha com princípio, valores e muita humildade. Todos os dias botamos o joelho no chão, agradecemos e pedimos proteção. Vamos vencer a eleição se for a vontade do povo brasileiro”, disse Onyx a jornalistas.

“Assim como nós tínhamos críticas nas primeiras pesquisas, não é agora que a gente não sabe se elas estão sendo ajustadas ou não que vamos valorizar”, acrescentou.

Mais cedo, após visitar a sede da Polícia Federal, no Rio de Janeiro, Bolsonaro deu um tom mais otimista e afirmou que já estava com a mão na faixa presidencial. Disse que dificilmente Haddad conseguiria reverter uma diferença tão grande faltando tão pouco tempo para a votação de 28 de outubro.

“Nós estamos com uma mão na faixa, é verdade. Pode até não chegar lá, mas estamos com uma mão na faixa. Ele não vai tirar 18 milhões de votos de agora até daqui a dois domingos”, disse Bolsonaro a jornalistas.

Lorenzoni pediu para que todos os eleitores de Bolsonaro trabalhem pela candidatura do ex-capitão do Exército que a a eleição dele se concretize.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below