December 28, 2018 / 5:43 PM / 3 months ago

Bolsonaro prevê "governo difícil" em 2019, mas diz que Brasil tem como vencer desafio

President eleito Jair Bolsonaro cumprimenra primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu 28/12/2018 Fernando Frazao/Courtesy of Agencia Brasil/Handout via REUTERS

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente eleito Jair Bolsonaro previu nesta sexta-feira, quatro dias antes de sua posse, um “governo difícil” em 2019, mas afirmou que o Brasil tem potencial e “massa humana” para vencer este desafio.

“Começamos um governo difícil em janeiro, mas o Brasil tem potencialidade e massa humana para que possamos vencer e em parte precisamos de bons aliados, amigos e irmãos, como Benjamin Netanyahu”, disse o presidente eleito após um encontro com o premiê de Israel no Forte Copacabana, no Rio de Janeiro.

Do lado de fora do encontro fechado, dezenas de pessoas enfrentaram o sol e o calor de mais de 30 graus para tentar contato com Bolsonaro que saiu de lá para visitar um sinagoga no mesmo bairro com o líder israelense, que está no Brasil para a cerimônia de posse do presidente eleito no dia 1º.

No encontro com Netanyahu, Bolsonaro também afirmou que pretende visitar o Estado judeu até março do próximo ano e disse que espera firmar mais parcerias com Israel. O presidente eleito deve ser submetido a uma cirurgia para retirada da bolsa de colostomia entre o fim de janeiro e o início de fevereiro.

“Pretendo, se Deus quiser, visitar Israel até março, onde iremos com uma comitiva... para tratar de questões como agricultura, tecnologia, piscicultura, segurança e Forças Armadas”, disse ele. “Para o mais rápido possível pôr em prática essa parceria com Israel.”

VISITA HISTÓRICA

Netanyahu disse que aguarda a visita de Bolsonaro para fortalecer os laços entre os dois países e chamou de histórica sua visita ao Brasil por se tratar da primeira vez de um primeiro-ministro israelense em território brasileiro. Ele chamou Bolsonaro de um grande amigo e um irmão.

“Israel é a Terra Prometida, o Brasil é a terra da promessa”, disse o premiê.

Publicamente não se falou sobre a possibilidade cogitada pelo próprio presidente eleito de transferir a embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, o que já gerou reações de países árabes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below