December 31, 2018 / 2:32 PM / in 6 months

Contrários à liberação da posse de arma sobem e atingem 61%, diz Folha de S.Paulo

(Reuters) - O total de brasileiros que se declaram contrários à liberação da posse de armas de fogo aumentou desde outubro, informou reportagem publicada nesta segunda-feira pelo jornal Folha de S.Paulo, com base em mais recente pesquisa Datafolha.

Segundo a reportagem, em dezembro, 61 por cento dos entrevistados disseram que a posse deve “ser proibida, pois representa ameaça à vida de outras pessoas”.

No levantamento anterior, de outubro, 55 por cento concordavam com essa posição, disse o jornal. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Foram entrevistadas, segundo a Folha, 2.077 pessoas em 130 municípios em todas as regiões do país, nos dias 18 e 19 de dezembro.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou no sábado que seu governo planeja emitir um decreto para garantir a posse de arma de fogo ao cidadão sem antecedentes criminais.

A flexibilização do porte de armas de fogo foi uma promessa de campanha de Bolsonaro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below